Motorola One: um intermediário razoável

Adquirir um celular é algo que requer pesquisa e muita comparação. Foi por isso que fizemos este texto: para te apresentar ao Motorola One e permitir a sua comparação com outros modelos. Dessa forma, você saberá se o dispositivo é, ou não, o melhor para você!

Desde que foi lançado, o Motorola One tem chamado a atenção. Afinal, o dispositivo intermediário possui uma série de características interessantes, como boas câmeras e sistema com ótima execução. Não significa, porém, que o aparelho seja perfeito. Na verdade, parece que a cada elogio, é possível também fazer uma ressalva. O dispositivo é bom, a tela do aparelho tem boa resolução, mas a qualidade do display poderia ser melhor. A Motorola parece ter investido em um celular apenas básico, mesmo que seu objetivo fosse um pouco mais alto. Se você anda pensando em adquirir um novo celular, veio ao texto certo. A seguir, listamos os prós e contras do smartphone da Motorola. Acompanhe e descubra se as ressalvas do aparelho significam algo ao seu caso. Para muita gente, elas não afetam a performance do aparelho. Se for esta a sua situação, o dispositivo poderá ser uma ótima escolha!

Um dos primeiros aspectos do Motorola One que não surpreende, mas também não decepciona, é a tela do dispositivo. Com 5,9 polegadas, ela possui proporção 19:9, mais retangular. Com ela, é possível visualizar bem vídeos e imagens, sem cortes nas laterais ou grande perda de qualidade. Porém, o investimento da Motorola, talvez, pudesse ter sido um pouco maior. Por exemplo: a tela possui resolução de apenas 720 x 1520 pixels (HD+).

Motorola One

O resultado é uma tela agradável, mas que poderia ter maior qualidade de imagem. Afinal, com a distribuição dos pixels por 5,9 polegadas, a densidade por polegada é relativamente pequena. Se os pixels fossem mais presentes, a experiência do usuário seria ainda mais completa. Os pixels são pequenos pontos que, juntos, formam uma imagem. Quanto maior o número de pixels de uma tela, maior a sua qualidade de visualização. Ao mesmo tempo, a tela ocupa somente 79% da frente do aparelho. A porcentagem é muito semelhante a outros modelos do mercado mas, se maior, poderia ter garantido um pouco mais de polegadas. Ou, quem sabe, medidas menores do modelo. Ainda assim, as dimensões do Motorola One são bastante atraentes. São 149,9 mm de altura, 72,2 de largura, 8 mm de espessura e peso de 162 gramas. As medidas permitem colocar o dispositivo no bolso da calça e dar pegada confortável pelos usuários. Inclusive se o celular for utilizado com apenas uma das mãos.

As câmeras do Motorola One

A combinação de câmeras do Moto One também poderia ter sido um pouco mais trabalhado pela Motorola. O motivo é simples: enquanto uma das câmeras traseiras oferece 13 MP de resolução, a segunda traseira tem apenas 2 MP. Para a maior parte dos celulares intermediários, a câmera secundária tem, ao menos 5 MP. As capturas não saem tão prejudicadas, e oferecem bons resultados. Inclusive com o auxílio de vários efeitos interessantes do dispositivo. Porém, os resultados ainda poderiam ser melhores, considerando a comparação com outros smartphones. Unidas, as câmeras traseiras oferecem boa profundidade e amplitude de imagens A primeira delas, de 13 MP, possui abertura de f/2.0, e a outra, de 2 MP, conta com abertura de f/2.4. Já a câmera frontal do Moto One têm 8 MP e abertura de F/2.2. Em ambientes com boa luminosidade, o resultado de todas as câmeras é bastante atraente. Em locais com pouca luz, porém, as imagens registradas possuem um nível de ruídos que pode incomodar.

Apesar de todas as características “mais ou menos” do Motorola One, o dispositivo agrada pelo seu design. Seu visual possui laterais curvas e traseira totalmente plana, o que torna o aparelho bastante elegante. Seu tamanho e desenho também favorecem a pegada do dispositivo, já que ele é mais ergonômico do que seus semelhantes. Ainda assim, é necessário cuidado ao utilizar o smartphone. Isso porque, o revestimento traseiro do aparelho é todo em vidro. O vidro é reforçado e traz um belíssimo visual, mas também deixa o modelo mais suscetível à quebra após a queda. Para “compensar”, a Motorola oferece uma capinha de proteção na caixa do dispositivo. Transparente, ela ainda deixa o design do celular à mostra, mas com maior segurança.

Ficha técnica do Motorola One

Um Moto One possui processador Snapdragon 625 octa-core de 2 GHz, 4 GB de RAM e Android 9 (Pie). Sua memória interna é 64 GB,e pode ser estendida a até 256 GB, por meio de cartão micro SD. São essas características que garantem desempenho bastante satisfatório do aparelho. Ele não engasga com aplicativos mais pesados, como os games, e permite o uso de vários apps ao mesmo tempo. A capacidade de bateria do modelo também permanece dentro da média. São 3.000 mAh de recarga, que suporta, facilmente, um dia inteiro de uso. Para quem utiliza o dispositivo de forma muito intensa, porém, é indicado manter o carregador sempre à mão.

Motorola One- Preço

Os aparelhos Motorola One podem ser encontrados no mercado por preço em torno dos R$ 1.500. Apesar de atraente e com boas funções, o dispositivo possui ressalvas que podem incomodar. Por isso, se o seu objetivo é adquirir um dispositivo intermediário, pode valer a pena pesquisar um pouco mais. Diversos os outros modelos no mercado, inclusive da Motorola, possuem custos semelhantes e um pouco mais de recursos.