Motorola Moto C Xt1750 Plus: básico e praticamente sem câmera

O Moto C Plus é um dos celulares básicos que agradam. Com TV, câmera razoável e bom desempenho, ele entrega o que o consumidor moderado busca. Vem conhecer mais sobre esse aparelho e se ele é ideal para você! Dificilmente, porém, o smartphone será o ideal se utiliza vários aplicativos ao mesmo tempo. Ou se gosta de jogos. Ou se é um aficionado por fotografias. Nesses quesitos, ele tende a não ser suficiente.

Como não promete excelência, porém, o Moto C Plus acaba não decepcionando, mas sim, entregando exatamente o que se propôs a fazer. Principalmente, por sua memória e preço cobrado.

Moto C Plus – Análise

A tela deste modelo da Motorola possui 5 polegadas. A medida oferece boa visualização de imagens, mesmo que a tecnologia do display não seja das melhores. Primeiro porque sua resolução é apenas HD, com 1280×720 pixels de resolução. Além disso, o painel é o chamado TFT LCD, que tem contraste e reprodução de cores apenas aceitável. As tonalidades, nesse caso, acabam por parecerem um pouco “apagadas”. O ângulo de visão do aparelho, por sua vez, não deixa tanto a desejar. Assim como o brilho do display, que permite boa visualização mesmo sob incidência de luz. Não perfeita, mas satisfatória. Para “compensar”, o tamanho do Moto C Plus não incomoda também. São 14,4 centímetros de altura e 7,23 de largura. Sua espessura é um pouco maior que o comum, com 10 milímetros. Isso se explica, no entanto, pela bateria de grande capacidade. A tampa traseira é feita de plástico rígido. Quando removida, ela dá acesso à bateria, às entradas para dois chips de operadora, e o espaço para cartão micro de memória. Atrás do smartphone também fica localizada a saída de som. A posição dela, no canto inferior, não é das mais estratégicas. Afinal, é fácil tapar o local com a mão. O resultado é um som normalmente abafado e distorcido. O fone de ouvido oferecido pela Motorola também não é dos melhores, com o áudio médio quase não sendo reproduzido.

Moto C Plus

Moto C Plus – TV e câmeras

O principal destaque do aparelho, de qualquer forma, é o recurso de TV digital. Com o celular é possível sintonizar os canais da televisão aberta, e assim acompanhar seu programa favorito mesmo fora de casa! O aplicativo ainda permite fazer a gravação da atração, para visualização posterior. Há, contudo, dois pequenos inconvenientes. A TV tem recepção em baixa qualidade, pois é do tipo 1Seg. Assim, a imagem tem resolução de apenas 240 pixels. Além disso, se houver pouca memória disponível no celular, o sistema pode apresentar alguns travamentos momentâneos. As câmeras do dispositivo, no entanto, parecem estar ali só por estar. Nem a traseira, nem a frontal fazem um bom trabalho, mesmo que a marca prometa resultados fantásticos! A quantidade de ruídos nas imagens é grande, e aumenta principalmente em ambientes escuros. A câmera traseira, de qualquer forma, é pouco melhor, pois possui 8 MP. A frontal, contudo, só conta com 2 MP, o que é quase nada. Principalmente se considerarmos que o mais comum nessas câmeras é ter pelo menos 5 MP. Para filmagem, os resultados são pouco mais interessantes. A câmera de 8 MP consegue reproduzir uma resolução em HD. A frontal faz gravações em VGA. Ambas as câmeras possuem flash LED, sem muito efeito nas capturas. Numa pequena “compensação”, o aplicativo de captura tem controle de HDR, que melhora a nitidez da imagem. Oferece, ao mesmo tempo, a opção de embelezamento do rosto, que diminui rugas e marcas. É possível ainda tirar fotos ativando o capturador com um sorriso. A foto panorâmica também aparece como opção do telefone.

Moto C Plus – Avaliação

Para os consumidores que já possuem o Motorola Moto C Xt1750, o smartphone é interessante para quem tem consumo básico e moderado. Afinal, seu preço é acessível, por um aparelho com recursos interessantes de entretenimento. E é exatamente isso o que a Motorola oferece, apesar de divulgar a câmera do dispositivo como muito melhor do que ela realmente o é. A bateria do aparelho, no entanto, é mais que satisfatória. Sua capacidade é de 4.000 mAh, um valor bastante alto principalmente para celulares básicos como esse modelo. Com o uso moderado, a carga pode durar até dois dias sem um reforço.

Moto C Plus – Ficha técnica

O modelo possui chipset MediaTek MT6737, com processador quad-core de 1,3 GHz. Traz ainda GPU Mali-T720 MP2 e 1 GB de RAM. As medidas são interessantes, e garantem bom uso do aparelho. A memória de apenas 1 GB, porém, é bastante limitada. Logo, pode causar o travamento momentâneo de aplicativos, principalmente se houverem vários abertos simultaneamente. O sistema de fábrica é o Android 7.0 Nougat, relativamente, recente e com boa performance de interação. A interface é um pouco modificada pela Motorola, mas nada que afete a utilização do aparelho. Quanto à memória, a marca oferece dois modelos diferentes: o que possui 8 GB, e o que tem 16 GB de memória interna. Ao menos 4 GB de ambas as configurações são consumidos por aplicativos e sistema base. Dessa forma, é fundamental contar com cartão de memória externo. Do contrário, o sistema se torna pesado e deixa de funcionar corretamente. Para a conexão, o dispositivo conta com as opções 3G, 4G, Wi-Fi e Bluetooth.

Moto C Plus – Preço

O Moto C Plus é um aparelho para quem busca apenas o básico. O processador é satisfatório, apesar de não suportar vários aplicativos simultaneamente. A TV é uma ótima opção de entretenimento, assim como aplicativos de mensagens e redes sociais. Jogos, porém, não devem nem mesmo ser cogitados. Por preço que ronda os R$500, o dispositivo não decepciona – excluídas as câmeras com qualidade quase nenhuma.